PÁGINA INICIAL
  Bate-Papo
  Jogos Online
  NOTÍCIAS DE CAPA
  O MUNDO
  BRASIL
  POLÍTICA
  CRESCIMENTO PESSOAL
  MEIO AMBIENTE
  BONS NEGÓCIOS
  CIDADE
  NOSSA GENTE
  CULTURA
  FOTOS DE SERRA TALHADA
  ESTUDANTES NA REDE
  CÂMARA DOS DEPUTADOS
  TRADUTOR DE LÍNGUAS
  LISTA TELEFÔNICA
  FALE CONOSCO
  LOGIN
  WEBMAIL
          SITES ÚTEIS
Genealogia Pernambucana
Site Política para Políticos
Site Gramsci
Jornal do Comércio
Concursos Públicos
Site Jurídico.com
Site Jornal Digital
Site Correio da Cidadania
Site Carta Capital
Site Caros Amigos
Site Futbrasil.com
História de Serra Talhada
Site da IstoÉ
Site Veja Online
Site O Dia
Estatística do site
Casa da Cultura Serra Talhada
Busca de CEP
Trabalhos Escolares
Rádio Cultura FM
Rádio Lider do Vale FM
Rádio Vilabela FM
Rádio Serra Talhada FM
Rádio Nova Gospel
Rádio A Voz do Sertão
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

Por: Rômulo Leão
Em primeiro lugar está sobre qualquer outra coisa a Revitalização da Bacia do São Francisco como num todo, não somente da calha do rio, mas sim de toda a bacia incluindo aí todos os seus afluentes, como: Rio das Velhas(MG), Jaiba(MG), Salitre(BA), Pajeú(PE), outros em Alagoas e Sergipe e assim por diante;
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO, ENTENDA UM POUCO ESTA EUFORIA.

Jornais, Tv’s e outros veículos de comunicação de massa vem divulgando matérias sobre a transposição do Rio São Francisco. E isto vem causando um mal estar danado em toda a população ribeirinha e de todo o País, pois o Velho Chico como é conhecido e por ser o mais querido do Brasil, ver-se a estarrecedora notícia; TRANSPOSIÇÃO DAS ÁGUAS DO RIO SÃO FRANCISCO, esta frase realmente é estarrecedora, transpor às águas do Velho Chico será mais uma balela, uma obra megalômana. Talvez os repórteres não tenham um grande conhecimento dos debates que estão acontecendo ao longo dos meses passados, e criam esta expectativa na população, em especial a do semi-árido setentrional nordestina nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Pois bem, vamos lá, vamos entender um pouco o que é o projeto de fato. 1 – Não é transposição das águas do rio São Francisco, e sim; Transposição de águas do Rio São Francisco; 2- Em primeiro lugar está sobre qualquer outra coisa a Revitalização da Bacia do São Francisco como num todo, não somente da calha do rio, mas sim de toda a bacia incluindo aí todos os seus afluentes, como: Rio das Velhas(MG), Jaiba(MG), Salitre(BA), Pajeú(PE), outros em Alagoas e Sergipe e assim por diante; 3 – Antes virá também a transposição do Tocantins, ou seja, a bacia do Tocantins fornecerá ao Rio São Francisco 100 Litros d’água/Segundo, e os 3 canais que serão construídos para levar água para a região semi-árida nordestina consumirá 65 Litros d’água/Segundo, com isto o Velho Chico terá um aumento no volume d’água e uma sobra de 35 L/Segundo. Ser contra ou a favor da transposição de águas do Rio São Francisco se faz necessário ter um maior conhecimento sobre o assunto. Também não é a única alternativa do governo, pois temos milhões de metros cúbicos de águas acumuladas em todo o nordeste, ou seja, temos por volta de 20.000.000 bilhões de m3 que poderia ser aproveitado em pequenos projetos viáveis na agricultura familiar. Um exemplo é em nosso município, Serra Talhada, que acumula mais de 120.000.000 milhões de m3 atualmente, e que não estão servindo para nada, nadinha mesmo; Serrinha está com mais de 110.000.000 milhões,embora reconhecemos o grande esforço do Deputado Federal Inocêncio Oliveira, para que aconteça o desenvolvimento de Serrinha, Jazigo está com mais ou menos 11.000.000 milhões, jogando rio pajeú afora, e ainda temos o Cachoeira, que abastece a cidade e ainda dar para fazer uma pequena agricultura. Isto foi mostrado por mim nos dias 2, 3 e 4 de outubro passado na cidade de Penedo – AL, por ocasião da II Reunião Plenária do CBH-SF onde discutimos com o Vice-Presidente da República José Alencar, a Ministra do Meio Ambiente Marina Silva e o Ministro da Integração Nacional Ciro Gomes, a transposição do Rio São Francisco, e, nessa ocasião também foi apresentado ao Vice-Presidente a DECLARAÇÃO DE PENEDO que decidiu que não haverá início de qualquer obra da transposição, seja ela pelo governo federal ou estaduais sem antes o CBH-SF elaborar o plano de recursos hídricos da bacia do São Francisco, o qual será apresentado sua primeira versão dentro de 6 meses. Vale salientar que o Vice acatou esta decisão. Existe vários órgãos e entidades engajadas sobre o assunto, bem como a preservação do meio ambiente, como o CBH-SF – Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Fórum Permanente em defesa do Rio São Francisco, diversos comitês de rios afluentes, ONG’s e outros, todos representados pela sociedade civil organizada. Estes órgãos e entidades vem debatendo já há alguns meses e até anos sobre a preservação ambiental e agora mais do que nunca todos estão falando a mesma língua. Preservar para não acabar. O CBH-SF e outros são contra a transposição como ela está sendo apresentada pelo Governo Federal, ou seja, como está o projeto tem por finalidade implantar megas projetos de irrigação nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Pernambuco terá pouco dessa água. Porém, a posição pessoal minha é a mesma do CBH-SF, que é a solidariedade com os nossos irmãos nordestino e que às águas sejam para consumo humano e dessedentaçào animal. Muitas discussões e controvérsias virão, ações judiciais e outras coisas mais. Enfim, o objetivo final é: Fazer voltar a navegabilidade do Velho Chico, matar a sede de milhões de nordestino e desenvolver atividades agrícolas familiares de sustentabilidade.


Rômulo Leão é Professor formado em História, é Membro Titular do CBH-SF e Presidente da Central das Associações Rurais e Urbanas de Serra Talhada e Preside a Comissão de criação da ONG PAJEÚ VIVO.
© Copyright  Mário Olímpio 2003-2014
INDEXBrasil - Serviços de Internet.
Todos os direitos reservados, permitida a cópia de
conteúdos, desde que divulgada a fonte.
e-mail:redacao@serratalhada.net