PÁGINA INICIAL
  Bate-Papo
  Jogos Online
  NOTÍCIAS DE CAPA
  O MUNDO
  BRASIL
  POLÍTICA
  CRESCIMENTO PESSOAL
  MEIO AMBIENTE
  BONS NEGÓCIOS
  CIDADE
  NOSSA GENTE
  CULTURA
  FOTOS DE SERRA TALHADA
  ESTUDANTES NA REDE
  CÂMARA DOS DEPUTADOS
  TRADUTOR DE LÍNGUAS
  LISTA TELEFÔNICA
  FALE CONOSCO
  LOGIN
  WEBMAIL
          SITES ÚTEIS
Genealogia Pernambucana
Site Política para Políticos
Site Gramsci
Jornal do Comércio
Concursos Públicos
Site Jurídico.com
Site Jornal Digital
Site Correio da Cidadania
Site Carta Capital
Site Caros Amigos
Site Futbrasil.com
História de Serra Talhada
Site da IstoÉ
Site Veja Online
Site O Dia
Estatística do site
Casa da Cultura Serra Talhada
Busca de CEP
Trabalhos Escolares
Rádio Cultura FM
Rádio Lider do Vale FM
Rádio Vilabela FM
Rádio Serra Talhada FM
Rádio Nova Gospel
Rádio A Voz do Sertão
COPA, O EVEREST DO FUTEBOL

Por: Faustino Vicente
O local mais ambicionado pelos amantes do alpinismo é, paradoxalmente, o mais agreste e isolado da terra.

COPA, O EVEREST DO FUTEBOL

O lugar mais alto do planeta azul é muito mais que uma imponente montanha coberta de gelo.O Everest – teto do mundo com seus 8.844,43 metros de altura - não perde o poder de atração. É o pódio reservado para uma classe especial de seres humanos – pessoas que sabem transformar dificuldades em vitórias memoráveis. Nas imediações do pico da montanha, cada passo é uma decisão - solitária e arriscada - que exige conhecimento,coragem,experiência,determinação,autocontrole e uma capacidade incomum para superar o maior obstáculo do ser humano – ele próprio.

O local mais ambicionado pelos amantes do alpinismo é, paradoxalmente, o mais agreste e isolado da terra. A permanência humana nesse local só é suportável por pouco tempo, consagrando a máxima de que a chave do sucesso encontra-se na caminhada, não na chegada. Uma reflexão sobre o montanhismo pode deixar lições exemplares para todos aqueles que buscam uma carreira bem-sucedida e duradoura. A Copa do Mundo é, sem dúvida alguma, o Everest do futebol. O futebol tem a magia de oferecer oportunidades para que garotos da periferia apliquem dribles sensacionais na pobreza e tornem-se cidadãos do mundo.

Apesar de existirem clubes que possuem excelentes infra-estruturas, o berço natural de craques continua sendo um campinho de terra na periferia das cidades. Lá, um grupo de garotos, sem camisas e descalços, corre atrás da bola e, naturalmente, de seu sonho – vestir a sedutora camisa da seleção de seu país. A descoberta das vantagens do marketing esportivo pelo mundo dos negócios, levou os clubes à profissionalização de sua gestão. Planejamento estratégico, comissão técnica multidisciplinar, investimentos em infra-estrutura física e excelência na gestão de recursos humanos, são ingredientes da receita indicada à conquista de títulos. O esporte e a arte, são segmentos democráticos,pois dão oportunidades (iguais) para que as pessoas possam revelar, e desenvolver, o seu potencial.



A realização da Copa do Mundo é o mais atraente evento esportivo do planeta, pois movimenta todos os segmentos da sociedade, até o religioso. Orações de torcedores e promessas de jogadores são práticas comuns. Atraídos pelos “euro-dólares” os craques têm trocado de clubes, e até de continente, com extrema facilidade,ao mesmo tempo em que cuidam da saúde física e aprimoram-se nos fundamentos essenciais da profissão. São os atletas globais, jovens que conseguiram fazer de suas excepcionais habilidades um meio de ganhar salários de fazer inveja à executivos de muitas empresas.



Adquiriram a consciência de que dependem exclusivamente do seu desempenho em campo e da contribuição efetiva que devem dar para a conquista de títulos para suas equipes. No esporte de alto rendimento a avaliação de desempenho acorre, ao vivo e a cores, pela comissão técnica, pelos profissionais da mídia e, principalmente,por aquela que contribui com os elevados saldos bancários dos jogadores – a apaixonada torcida. Diante dessa realidade vale a pena enfatizar que cada trabalhador, independentemente da função que exerça, deve se considerar presidente da mais importante e fantástica empresa do planeta – ele próprio.



O capital de cada um de nós é o nosso potencial – competência técnica, habilidade eclética e conduta ética – valores agregados que levam à concretização de nossas metas, ideais e, até de nossos sonhos. O sucesso (sustentável) de uma carreira depende da visão estratégica do negócio em que se atue. Essa percepção tem sido o passaporte para que ex-jogadores tornem-se garotos-propaganda, técnicos, comentaristas,empresários e,até incentivadores do Terceiro Setor.Estamos convencidos que os executivos que tiverem a ousadia, e a humildade, de criar essa cultura empreendedora em suas empresas, estarão atingindo o pico do “Everest organizacional”.



* Faustino Vicente – Consultor de Empresas – e-mail: faustino.vicente@uol.com.br - tel.(0xx11) 4586.7426 – Jundiaí (Terra da Uva) - SP
© Copyright  Mário Olímpio 2003-2014
INDEXBrasil - Serviços de Internet.
Todos os direitos reservados, permitida a cópia de
conteúdos, desde que divulgada a fonte.
e-mail:redacao@serratalhada.net