PÁGINA INICIAL
  Bate-Papo
  Jogos Online
  NOTÍCIAS DE CAPA
  O MUNDO
  BRASIL
  POLÍTICA
  CRESCIMENTO PESSOAL
  MEIO AMBIENTE
  BONS NEGÓCIOS
  CIDADE
  NOSSA GENTE
  CULTURA
  FOTOS DE SERRA TALHADA
  ESTUDANTES NA REDE
  CÂMARA DOS DEPUTADOS
  TRADUTOR DE LÍNGUAS
  LISTA TELEFÔNICA
  FALE CONOSCO
  LOGIN
  WEBMAIL
          SITES ÚTEIS
Genealogia Pernambucana
Site Política para Políticos
Site Gramsci
Jornal do Comércio
Concursos Públicos
Site Jurídico.com
Site Jornal Digital
Site Correio da Cidadania
Site Carta Capital
Site Caros Amigos
Site Futbrasil.com
História de Serra Talhada
Site da IstoÉ
Site Veja Online
Site O Dia
Estatística do site
Casa da Cultura Serra Talhada
Busca de CEP
Trabalhos Escolares
Rádio Cultura FM
Rádio Lider do Vale FM
Rádio Vilabela FM
Rádio Serra Talhada FM
Rádio Nova Gospel
Rádio A Voz do Sertão
CAPITAIS PERNAMBUCANAS

Por: Fonte: http://www.correiodabahia.com.br/
Recife, a atual capital, e Olinda, a primeira, abrem o `menu´ de belezas do estado de Pernambuco

Capitais pernambucanas

Recife, a atual capital, e Olinda, a primeira, abrem o `menu´ de belezas do estado de Pernambuco



Percorrer as pontes e contemplar, delas, a paisagem, é integrar-se ao cartão-postal da cidade

Pernambuco é um estado cheio de graças. Além de ser o tutor de uma das maiores belezas da costa brasileira, o arquipélago de Fernando de Noronha, possui Recife, a bela e atual capital, conhecida como a Veneza brasileira ou a Amsterdã brasileira, e a poética e verde Olinda, primeira capital, fincada no alto de uma colina, guardando um patrimônio histórico da humanidade entre casarões, igrejas e paisagens. Embora estejamos na Primavera, o pernambucano se prepara para o Verão, começando a ocupar suas praias, os calçadões de Boa Viagem, os bares do Centro Histórico, e os seresteiros de Olinda começam a percorrer suas ladeiras empunhando um violão e cantando emboladas.

Em Olinda, concentram-se ateliês de arte e artesanato. Dizem que tem mais artista em Olinda do que morador ou que todo morador de Olinda é um artista em potencial. Em Recife, é obrigatória a visita ao museu-oficina de Francisco Brennand e ao Instituto Ricardo Brennand. No que diz respeito à culinária, o litoral rico em peixes e frutos do mar oferece delícias à base de camarões, mas também tem as iguarias próprias do sertão, como a carne-de-sol, a macaxeira, frutas tropicais como a sua tradicional pitanga, doces herdados da cultura canavieira que transformam Recife e Olinda no terceiro pólo gastronômico do Brasil.

De dia ou de noite, Pernambuco tem programa. Seja para passear a pé pelas ruas históricas de Olinda ou ao bairro do Recife Antigo; para conhecer as praias, mesmo que só para andar na calçada de Boa Viagem ou sentar em um dos seus bares; para experimentar uma boa conversa nos bares e pubs. Cidade-porto, cidade-mar, Recife conta história nas suas pontes, nos sobrados com jeito de antigamente, nas edificações modernas e na agitada vida noturna.

Do Recife a Olinda são 15 minutos de carro. Chegando lá, deixe o carro e vá comer tapioca com coco no alto da Sé, diante da igreja mais antiga, e da vista mais bela da cidade. Depois deste primeiro contato, vá subindo e descendo ladeiras e ruas estreitas, entrando e saindo dos ateliês de arte e artesanato e escolha o clima de um dos bares e restaurantes para a refeição na capital pernambucana da alegria, que tem um dos melhores carnavais de rua do país. (grifos nosso)

Fonte: http://www.correiodabahia.com.br/





© Copyright  Mário Olímpio 2003-2014
INDEXBrasil - Serviços de Internet.
Todos os direitos reservados, permitida a cópia de
conteúdos, desde que divulgada a fonte.
e-mail:redacao@serratalhada.net