PÁGINA INICIAL
  Bate-Papo
  Jogos Online
  NOTÍCIAS DE CAPA
  O MUNDO
  BRASIL
  POLÍTICA
  CRESCIMENTO PESSOAL
  MEIO AMBIENTE
  BONS NEGÓCIOS
  CIDADE
  NOSSA GENTE
  CULTURA
  FOTOS DE SERRA TALHADA
  ESTUDANTES NA REDE
  CÂMARA DOS DEPUTADOS
  TRADUTOR DE LÍNGUAS
  LISTA TELEFÔNICA
  FALE CONOSCO
  LOGIN
  WEBMAIL
          SITES ÚTEIS
Genealogia Pernambucana
Site Política para Políticos
Site Gramsci
Jornal do Comércio
Concursos Públicos
Site Jurídico.com
Site Jornal Digital
Site Correio da Cidadania
Site Carta Capital
Site Caros Amigos
Site Futbrasil.com
História de Serra Talhada
Site da IstoÉ
Site Veja Online
Site O Dia
Estatística do site
Casa da Cultura Serra Talhada
Busca de CEP
Trabalhos Escolares
Rádio Cultura FM
Rádio Lider do Vale FM
Rádio Vilabela FM
Rádio Serra Talhada FM
Rádio Nova Gospel
Rádio A Voz do Sertão
Agricultura familiar é responsável por 10% do PIB nacional

Por: Fipe
A agricultura familiar responde por 84% da mandioca, 67% do feijão, 58% dos suínos e frangos, 49% do milho e 31% do arroz produzidos no Brasil e por 32% das exportações de soja, 25% de café e 49% de milho.
Agricultura familiar é responsável por 10% do PIB nacional

Pesquisa inédita no país revela que, em 2003, a agricultura familiar respondeu por 10,1% do Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todas as riquezas do Brasil. O levantamento encomendado a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) revela que o PIB do setor cresceu R$ 13,4 bilhões no ano passado, um incremento de 9,37% em relação a 2002. Esta foi a primeira vez que o governo federal mediu o impacto econômico da atividade praticada exclusivamente por agricultores familiares.

"O estudo mostra a força da agricultura familiar na economia brasileira. Poucos setores têm essa representatividade perante o PIB nacional e garantem 13 milhões de postos de trabalho para o país", diz o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto.

As cadeias produtivas com maior crescimento são as de leite, de aves e de suínos. No total, a agricultura familiar movimentou, em 2003, R$ 156,6 bilhões, o que corresponde a um terço do PIB do agronegócio (formado pela agricultura e pecuária familiar e patronal). Para compor o estudo, a Fipe considerou como atividade familiar a realizada em propriedades com até quatro módulos rurais e dois empregados e analisou e atualizou os dados do Censo Agropecuário de 1995/1996.

Para Miguel Rossetto, os números favoráveis são resultado de uma atividade que possui um grande dinamismo e capacidade de responder as demandas. Rossetto ainda explica que a pesquisa é importante para a definição e aprimoramento das políticas públicas em benefício da agricultura familiar. "Os dados apresentados justificam e incentivam a ampliação do investimento que o governo já vem aplicando na agricultura familiar".

O ministro citou o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que vai fechar 2004 com um total de recursos investidos de R$ 5,8 bilhões e Programa Seguro Agrícola que vai beneficiar um milhão de famílias até o fim deste ano. Nos dois anos do governo Lula foram investidos R$ 12,4 bilhões na agricultura familiar. Miguel Rossetto disse que a idéia é incrementar o apoio, principalmente, nas regiões onde a atividade ainda não está bem integrada economicamente como é o caso do Nordeste e Norte. "Uma das medidas é o programa do Biodiesel que no próximo ano pretendemos envolver 250 mil famílias basicamente dessas localidades", afirma.



A importância da agricultura familiar

A agricultura é estratégica para o desenvolvimento do país, seja pela oportunidade de gerar emprego e renda, seja pela sua importância na oferta de alimentos.

A agricultura familiar responde por 84% da mandioca, 67% do feijão, 58% dos suínos e frangos, 49% do milho e 31% do arroz produzidos no Brasil e por 32% das exportações de soja, 25% de café e 49% de milho.


© Copyright  Mário Olímpio 2003-2014
INDEXBrasil - Serviços de Internet.
Todos os direitos reservados, permitida a cópia de
conteúdos, desde que divulgada a fonte.
e-mail:redacao@serratalhada.net