PÁGINA INICIAL
  Bate-Papo
  Jogos Online
  NOTÍCIAS DE CAPA
  O MUNDO
  BRASIL
  POLÍTICA
  CRESCIMENTO PESSOAL
  MEIO AMBIENTE
  BONS NEGÓCIOS
  CIDADE
  NOSSA GENTE
  CULTURA
  FOTOS DE SERRA TALHADA
  ESTUDANTES NA REDE
  CÂMARA DOS DEPUTADOS
  TRADUTOR DE LÍNGUAS
  LISTA TELEFÔNICA
  FALE CONOSCO
  LOGIN
  WEBMAIL
          SITES ÚTEIS
Genealogia Pernambucana
Site Política para Políticos
Site Gramsci
Jornal do Comércio
Concursos Públicos
Site Jurídico.com
Site Jornal Digital
Site Correio da Cidadania
Site Carta Capital
Site Caros Amigos
Site Futbrasil.com
História de Serra Talhada
Site da IstoÉ
Site Veja Online
Site O Dia
Estatística do site
Casa da Cultura Serra Talhada
Busca de CEP
Trabalhos Escolares
Rádio Cultura FM
Rádio Lider do Vale FM
Rádio Vilabela FM
Rádio Serra Talhada FM
Rádio Nova Gospel
Rádio A Voz do Sertão
CID FEIJÓ SAMPAIO

Por: Deputado INOCÊNCIO OLIVEIRA
personalidade admirável, que é uma legenda da política brasileira, do ex-governador, ex-senador, ex-deputado federal, empresário e líder classista Cid Feijó Sampaio, na lucidez dos seus 95 anos de idade.
O SR. INOCÊNCIO OLIVEIRA (PFL/PE pronuncia o seguinte discurso.) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados: Saúdo nesta tribuna parlamentar a personalidade admirável, que é uma legenda da política brasileira, do ex-governador, ex-senador, ex-deputado federal, empresário e líder classista Cid Feijó Sampaio, na lucidez dos seus 95 anos de idade.
Referência da política pernambucana e nordestina, o doutor Cid Sampaio pertenceu à estirpe dos líderes nacionais que militaram na histórica União Democrática Nacional (UDN).
Algumas informações devem ser transmitidas para conhecimento dos mais jovens e para a reflexão das gerações que acompanharam a trajetória política deste pernambucano.
Engenheiro por formação acadêmica, o doutor Cid Sampaio tornou-se político devido à vocação irrecusável de trabalhar pelo bem comum. Pioneiro da modernidade, Cid Sampaio foi eleito governador de Pernambuco numa memorável campanha em 1958, sob o lema da industrialização e da reforma do sistema tributário. Evidencia-se que ainda hoje estas são plataformas atuais na vida pública brasileira. Está na memória dos pernambucanos que as eleições para governador em 1958 foram das mais empolgantes acontecidas no Estado e com repercussões em todo o Brasil. Naquela oportunidade, ele reuniu em torno de si o apoio de todas as bancas populares do Estado.
O lema de sua campanha político-eleitoral, foi um verso de João Cabral de Melo Neto, que ainda hoje se repete: “A melhor medida do homem não é a morte mas a vida”.
Numa leitura atual, podemos dizer que o doutor Cid Sampaio anteviu e implantou em Pernambuco o sistema atualmente chamado de Parcerias Públicas e Privadas. Sua iniciativa consistia no lançamento dos bônus BS para circular no comércio, através do qual o Estado aumentava a arrecadação de impostos e os consumidores, detentores dos bônus adquiridos através de notas fiscais, se tornavam parceiros dos empreendimentos estatais.
Mediante essa parceria Estado-sociedade é que o governador Cid Sampaio implantou a Companhia Pernambucana de Borracha Sintética (Coperbo), indústria instalada no município do Cabo, Região Metropolitana do Recife. Posteriormente, em 1971, a Coperbo foi vendida à Petrobrás. Atualmente atuando como Petroquisa, subsidiária da Petrobrás, a empresa utiliza derivados de petróleo como matéria-prima, sendo considerada estratégica no setor da petroquímica nacional e regional. O sucesso de hoje veio da antevisão de Cid Sampaio.
Criou os distritos industriais do Curado e do Cabo e, mais tarde, os de Prazeres, Igarassu e Paulista. Transformou a Caixa de Crédito Mobiliário de Pernambuco, criando condições para o futuro Bandepe. Fundou, ainda, a Companhia de Revenda e Colonização que interferiu no mercado de produtos agrícolas no objetivo de reduzir preços de venda ao consumidor. É dele a instituição da Cagepe (Companhia de Armazéns Gerais do Estado de Pernambuco), que construiu uma rede de silos e armazéns em todo o estado (base de Caruaru e Arcoverde) e o silo portuário do Porto do Recife.
A liderança de Cid Sampaio também se mostrou expressiva como presidente da Federação das Indústrias e no Sindicato das Indústrias de Açúcar de Pernambuco. Nessas entidades representativas de classe, ele imprimiu a marca da modernidade administrativa e lutou pela implantação de um sistema tributário eficiente e dinâmico, daí emergindo como líder político.
Depois de ser governador de Pernambuco no quadriênio 1959-1962, Cid Sampaio teve participação decisiva nas alianças políticas que formavam a “Frente do Recife”, como pólo aglutinador de empresários e lideranças políticas em Pernambuco.
Nos idos de 1967, extintas as legendas da UDN, PSD e demais partidos, o doutor Cid Sampaio filiou-se à Aliança Renovadora Nacional e foi eleito para exercer o mandato na legislatura de 1967 a 1971. Fiel à sua vocação de estudioso dos problemas nacionais, deixou sua marca construtiva durante essa passagem no Congresso Nacional.
Ao rebelar-se contra o bipartidarismo artificial vigente na época, disputou em 1978 uma vaga de senador numa sublegenda da Arena contra o então candidato do MDB, atual governador Jarbas Vasconcelos, saindo vitorioso o ex-governador Nilo Coelho. A partir daquela eleição, o sistema de sublegendas partidárias começou a ser questionado com mais vigor até ser revogado depois das eleições de 1982.
Ao falecer o senador Nilo Coelho em 1983, o doutor Cid Sampaio assumiu a vaga na Câmara Alta na condição de segundo candidato mais votado nas eleições de 1978. Até 1987 teve uma atuação das mais profícuas no Senado da República.
A partir de então, Cid Sampaio tornou-se mais um espectador privilegiado, conselheiro e referencial da política pernambucana, ao invés de protagonista das atividades partidárias.
Hoje aos 95 anos, em plena lucidez e no convívio fraterno com os familiares, admiradores e amigos, tem um legado de realizações em favor de Pernambuco, das gerações passadas, atuais e futuras. O espírito público e a devoção às causas do desenvolvimento e da cidadania, eis a sua marca indelével. Como ser social e criatura humana, Cid Feijó Sampaio é exemplo de honradez, competência, lealdade, solidariedade e dignidade.
Muito obrigado!
Sala das Sessões, em 08 de dezembro de 2004.

Deputado INOCÊNCIO OLIVEIRA
© Copyright  Mário Olímpio 2003-2014
INDEXBrasil - Serviços de Internet.
Todos os direitos reservados, permitida a cópia de
conteúdos, desde que divulgada a fonte.
e-mail:redacao@serratalhada.net